UM TÍTULO ESCRITO PELAS MÃOS DE UM ÍDOLO! | Diário Celeste
HomeCrônicasUM TÍTULO ESCRITO PELAS MÃOS DE UM ÍDOLO!

UM TÍTULO ESCRITO PELAS MÃOS DE UM ÍDOLO!

Salve, salve nação azul celeste! Num dia de recorde de público no Mineirão o Cruzeiro derrotou o Flamengo nos pênaltis e se tornou Penta Campeão da Copa do Brasil.

O jogo foi daqueles, de enlouquecer, de tirar o fôlego, de testar corações, mas tecnicamente deixou muito a desejar, principalmente pelos lados do Cruzeiro. O time pareceu sentir o peso da partida logo no início, Mano foi obrigado a mexer no time com menos de 5 minutos. Raniel sentiu uma lesão e deu lugar a Arrascaeta, o time perdia a  referência no ataque. O Flamengo se aproveitou disso e veio pra cima, foram 20 minutos de domínio do time carioca, mas que graças à trave e à grande atuação defensiva do time celeste o gol flamenguista não saiu e o Cruzeiro foi equilibrando as ações e já no final do primeiro tempo tinha o controle do jogo.

Mas o jogo prometia mesmo grandes emoções. Pra desespero de todos, Robinho, uma das esperanças de desequilíbrio no jogo, também sentiu uma lesão e foi substituído. O Cruzeiro iniciou a segunda etapa com apenas uma troca por fazer. Isso deixou a todos apreensivos. Mas o time celeste fez um bom jogo na segunda etapa, a defesa, principalmente Léo e Murilo, foi sensacional e anulou o ataque rubro negro. O Cruzeiro foi criando chances, mas sem conseguir uma finalização que desse trabalho ao goleiro flamenguista.

Foi desesperador, ver que o time não conseguiu fazer seu gol e que tudo caminhava para uma disputa nas penalidades, onde seria dada ao goleiro adversário a chance de se redimir de todas a críticas. E as penalidades aconteceram e o Cruzeiro, demonstrando bastante preparo, foi perfeito em suas cobranças, não deu nenhuma chance ao goleiro rubro negro que viu Fábio fazer uma defesa sensacional na cobrança de Diego e decidir a favor do Cruzeiro mais uma vez. Coube a Thiago Neves a cobrança decisiva e o meia celeste não decepcionou, fez o gol e correu para o abraço.

Foi uma festa sem precedentes no Mineirão, a torcida celeste foi sensacional, o título foi comemorado e festejado como nunca se viu, desde antes do jogo o clima de vitória pairava no ar e a torcida merecia este título. O Brasil assistiu a uma aula de como se torcer, desde o início, quando foi aberto  um bandeirão fantástico, lindo que visto do alto surpreendeu a todos. Só tenho a agradecer a todos que estiveram no Mineirão e em especial ao meu amigo Pulla, um cruzeirense, sócio torcedor que mais uma vez foi pé quente. A festa foi linda, o estado e o Brasil foram pintados de azul. Todos sendo obrigados a se curvar sob o novo Rei de Copas. O Cruzeiro é o maior vencedor de Copas do futebol brasileiro.

Mas não dá para deixar de exaltar o grande herói deste título, poderíamos elogiar e destacar muitos, Léo, Murilo, Hudson, Arrascaeta, Thiago Neves que foi quem fez o gol do título, mas, por tudo que passou desde sua contusão gravíssima, por toda desconfiança, injusta por parte de alguns torcedores. Fábio, é ele o herói dessa conquista, não apenas pela grande atuação nessa final, mas pelo que jogou em toda a competição. Fábio escreveu esse título com suas mãos gigantes e se houvesse justiça na escolha, deveria ter recebido o prêmio de melhor jogador da competição. Valeu ídolo por toda sua liderança, por todo seu amor dedicado ao meu Cruzeiro, você foi mais que merecedor dessa conquista!!!

Salve Cruzeiro Esporte Clube!!!

Salve o grande Penta Campeão da Copa do Brasil.

Respeitem o Maior de Minas!

Respeitem quem realmente tem Páginas Heroicas Imortais.

Avante Cruzeiro!!!

Um grande abraço a todos e todas!!

Até a próxima!!!

 

 

 

Compartilhar com:

Simplesmente um homem de fé. ah e Cruzeirense também, aliás, cruzeirense demais!!!

Comentários