MAIS UMA PRA CONTA DO FREGUÊS | Diário Celeste
HomeCrônicasMAIS UMA PRA CONTA DO FREGUÊS

MAIS UMA PRA CONTA DO FREGUÊS

Salve, salve nação azul celeste. Jogando com um time alternativo o Cruzeiro manteve sua hegemonia sobre o Grêmio em mata-matas e eliminou o time gaúcho pela Copa da Primeira Liga, o time celeste venceu por 2 a 0, com gols de Raniel e Arrascaeta.

O Cruzeiro entrou com um time bem mexido, praticamente nenhum jogador titular estava em campo. A competição, que deveria ser uma afronta à CBF e sua organização, não conseguiu pegar, nem entre os dirigentes, o Grêmio nem seu treinador trouxe para o jogo e colocou um time de garotos em campo. No primeiro tempo o Cruzeiro jogou melhor, teve suas oportunidades e parava nas mãos do bom goleiro gremista, o jogo foi para o intervalo sem muitas emoções.

No segundo tempo, a história se repetia, o time celeste demonstrando mais vontade de vencer, jogava melhor, criava algumas chances, mas não conseguia sair do zero. Parecia que iríamos para uma disputa de pênaltis. Até que Mano, que de tanto reclamar do bandeira acabou sendo expulso de campo, colocou Sassá e o camisa 99 mudou a história do jogo, usando sua força e  com muita vontade, deu muito trabalho ao sistema defensivo adversário. E foi assim que saiu o gol celeste, Sassá insistiu pela direita, brigou pela bola, fez boa jogada que acabou numa finalização acrobática de Raniel, que aos 44 do 2º tempo tirava o zero do placar. Era o gol da classificação azul. O time ainda teve tempo de fazer mais um em nova jogada de Sassá pela direita que achou Arrascaeta dentro da pequena área e o meia celeste só empurrou para o gol.

De bom nesse jogo, além da confirmação da freguesia do Grêmio, foi a chance de movimentação dada ao elenco, a oportunidade dos jogadores saírem da rotina de só treinar e não jogar, a boa partida do jovem zagueiro Arthur, a demonstração de que Robinho e Arrascaeta estão recuperados de suas lesões e ganharam ritmo para a final da Copa do Brasil e a confirmação da boa fase de Raniel, que pode ser decisivo também no confronto contra o Flamengo. De resto é lamentar a presença de Lennon e Bryan no elenco celeste, os jogadores só confirmam que não tem condições de vestirem essa camisa.

O Cruzeiro volta a jogar domingo no Paraná, contra o Londrina, em jogo valendo pela semi final da competição, é jogo pra utilizar ainda menos jogadores envolvidos nas finais da Copa do Brasil, mas é claro que se puder vencer é sempre bom. Porque se a camisa do Cruzeiro está em campo tem que ser para vencer os jogos e mesmo sendo uma competição inexpressiva, conquista é conquista.

Um grande abraço a todos e todas!

Até a próxima!!!

Compartilhar com:

Simplesmente um homem de fé. ah e Cruzeirense também, aliás, cruzeirense demais!!!

Comentários